domingo, 8 de fevereiro de 2009

[expressões subjetivas gritantes aos olhos]

imagens:





gritos:

"Pelos meus pelos eu sinto a existência
Pelos meus poros o "existo" transpira
Ecstasiado pela atmosfera de essência
Transmuto ao estado de substância"

___

"É como seu eu estivesse aqui sem ao menos ter existido algum dia."

___

"E naquela noite, mais uma vez nos perdemos pelo jardim dos nossos sentidos. Confundimos nossas pernas, trocamos nossos lábios, vislumbramos nossa coexistência de olhos fechados."

...

(silêncio)

...

ao som de: meus pensamentos lascinantes e obscuros

2 comentários:

vanessa reis disse...

Ai, que intenso!

*Já corrigi as crianças..antes, até, de você ter lido.

Ah, tens que ler o post anterior a ele.

Jevan disse...

eu encontrei vc no dia q vc fez o 1º na esquina com a goiás e ficamos conversando sobre quadrinhos se lembra?
alias seu blog ta bem louco